Ministério do Acolhimento, Missão

O Ministério do Acolhimento no 11° Plano de Pastoral de Conjunto

Por Michelle Figueiredo Neves (*)

Com o intuito de apresentar uma proposta inicial a respeito das principais linhas de ação do novo Plano de Pastoral de Conjunto, a Arquidiocese de São Sebastião exorta todas as comunidades a refletirem sobre a realidade dos trabalhos pastorais desenvolvidos, com objetivo de adequá-lo a uma nova realidade, colocando em prática alguns aspectos indicados pela Conferência de Aparecida.

Tratando-se de um Ministério “novo”, o Acolhimento Cristão merece destaque, haja vista a expressa necessidade de avanços em sua compreensão e atuação, não podendo mais ficar restrito à recepção das pessoas antes da missa[i], por exemplo.

Importa ressaltar que as exigências dessa nova realidade nos obrigam de forma consciente a encontrar e abraçar novos caminhos, e porque não dizer talentos, para cumprir a missão de fazer chegar a todos a Boa-Nova, sempre através do anúncio de Jesus cristo e sob a inspiração do Espírito Santo.

Daí a necessidade constante de formação, capacitação e valorização dos agentes de pastorais para a propagação de uma cultura em favor da vida em sua plenitude, através do testemunho prático dos valores evangélicos.

No caso do Ministério em questão, cabe destacar que não se pode falar em acolhimento cristão sem, contudo, mergulhar no contexto apresentado por aqueles que testemunharam o dom acolhedor de Jesus Cristo, e fascinados por tal privilégio registraram a história de nossa redenção.

Logo, tornar-se acolhedor é tornar-se Palavra Viva, mergulhando na história de fraternidade, solidariedade, plenitude, partilha, perdão, alegria, dor e tantos outros aspectos vividos e proclamados por nosso Salvador e trazê-los à tona, visando o bem comum e a vida comunitária.

Assim, a reflexão do Décimo Primeiro Plano de Pastoral de Conjunto convida todos os agentes de pastoral, ao acolherem a Palavra de Deus, que se coloquem à disposição da sociedade, para acolher, rezar junto e partilhar a esperança.

O acolhimento cristão é antes de tudo uma missão e tais quais as outras missões evangelizadoras precisa se questionar e se atualizar às novas realidades, revigorando seu trabalho e abrindo novas frentes para assim, sempre recomeçar através de Jesus Cristo.

(*) Ministra do Acolhimento da Paróquia São Paulo Apóstolo


[i]  Arquidiocese do Rio de Janeiro – 11° Plano de Pastoral de Conjunto – 1° texto para reflexão nas comunidades – Pág. 19

Anúncios

2 comentários em “O Ministério do Acolhimento no 11° Plano de Pastoral de Conjunto”

  1. Como é maravilhoso perceber o crescimento de uma obra de Deus, realizada por uma pessoa competente. Entrando hoje aqui nesta porta, aberta para acolher todos, senti-me em casa. Conheci este projeto criança e agora vejo-o crescer em “graça e sabedoria”. Parabéns Michelle.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s