Liturgia do Dia – 03/03/2016 (comentada)

lucas 11, 14-23“O povo que escuta a voz de seu Senhor torna-se um povo livre.  Quem não o escuta torna-se escravo.  A escolha é nossa.  Somente nele encontramos a vida verdadeira e a libertação.”

Primeira leitura:  Jeremias 7, 23-28

Salmo Responsorial:  94

Evangelho:  Lucas 11, 14-23

-*-

Acolher a Palavra de Deus é o primeiro e essencial passo para caminhar pela senda da verdadeira felicidade.  Esta abertura do coração caracteriza a ação acolhedora dentro da Igreja, é sua base, é por onde tudo começa. Sem tomar posse da força da Palavra de Deus não há que se falar do acolhimento, não há o que falar sobre ser cristão, não há o que testemunhar.

Este é o destaque da liturgia de hoje. Através de Jeremias o povo é exortado a ouvir e acolher a Palavra que os tornará íntimos do seu Deus, que os conduzirá à felicidade almejada, porém, com os corações empedernidos, voltam-se para as más inclinações, ignoram a ação de Deus que os libertou do Egito, que os conduziu à terra prometida, e pior, execraram os que lhes foram enviados, deliberadamente renunciaram à Verdade, para satisfazer seus interesses imediatistas e mundanos.

O contexto do Evangelho, ocorrido após Jesus ensinar aos seus discípulos a oração que nos abre para as ações do Espírito Santo, o Pai Nosso, apresenta um quadro semelhante.

Ao expulsar os demônios, o texto neotestamentário relata que as multidões ficaram admiradas, ou seja, o fato foi testemunhado por inúmeras pessoas, mas alguns, ou seja uma minoria, tentou desacreditar a idoneidade de Jesus, e ainda tiveram aqueles que buscaram provocar nele uma ação censurável.

A reação de Jesus conduz os presentes a entenderem que Satanás não combate contra si mesmo, contra seus interesses, por isso não faz sentido a acusação diferida contra si, quanto a uma possível aliança com o mal.

As ações de cura e libertação comprovavam que todos ali estavam experimentando a presença do Reino de Deus, logo, estava inaugurada uma nova época, onde só os que acolherem a Boa Notícia trazida por Jesus, poderiam desfrutar.

A Palavra é muito clara sobre o que determina a sorte de cada um:  acolher ou não o Evangelho é escolher se está em Cristo ou contra Ele.  Escolher estar em Cristo, portanto, implica renunciar os apelos e seduções de tudo o que é efêmero, dispersa, destrói, reduz, encaminha para o mal.

Oxalá ouvísseis hoje a voz do Senhor:  Não fecheis os vossos corações!

Michelle Neves – Ministra do Acolhimento

Bacharel em Teologia pelo ISCR-ArqRio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s