Liturgia do Dia – 01/04/2016 (comentada)

João 21, 1-14“Em Cristo e somente nele está nossa salvação.  Jesus aproximou-se dos discípulos na realidade deles, pois o Reino tem tudo a ver com a vida dos homens e das mulheres.  Sua Palavra de redenção está a nosso alcance todos os dias.”

Primeira leitura:  Atos dos Apóstolos 4,1-12

Salmo Responsorial:  117, 1-27a

Evangelho:  João 21, 1-14

-*-

Eis que o homem foi curado em nome de Jesus!

Apesar das autoridades, que tentaram ocultar a ressurreição de Jesus, a cura do homem coxo é mais uma prova de que estava inaugurado um novo tempo.

Tempo este que não poupou os discípulos das perseguições, tampouco das ameaças e do martírio, praticados por aqueles que se sentiam ameaçados.

A realidade dos primórdios do cristianismo não é muito diferente dos tempos atuais.  O anúncio da liberdade trazida, gera insegurança, principalmente por parte daqueles que estão acomodados em suas certezas e posições.

As palavras de Pedro retratam a ação do Espírito Santo, que o conduz a denunciar o pecado e anunciar a salvação, com a certeza absoluta da presença misericordiosa do Senhor naquele momento.  De fato, esta presença não se limita a uma ideia, mas é real, na vida da nova Jerusalém, como confirmado pelo Evangelho, Palavra de Vida, e de Vida Eterna, Plena, Libertadora…

Temos, nas leituras de hoje, outras quatro imagens singulares, que ganham força para que possamos apreender o que Deus nos quer falar: a primeira é o fato dos discípulos atenderem a orientação de alguém que não reconheciam e atirarem às redes para o outro lado da pesca, a segunda é o quão se tornou fecunda a pesca, quando reconheceram a presença do Messias entre eles, a terceira é que apesar de cheia a rede não se rompeu, e a quarta, que nos remete diretamente à celebração Eucarística, quando os discípulos ao saírem da barca, viram brasas acesas com peixe em cima e pão.

As imagens nos ensinam que apesar das nossas limitações, incertezas, comodismos e perseguições sofridas é o Espírito Santo que conduz a Igreja  na sua missão evangelizadora, que é preciso renunciar tudo o que aparentemente nos impede de agir, para jogar nossas redes para o outro lado do barco, para as realidades que nos desafiam.  Contudo, o que fará a pesca realmente fecunda é a vivência comunitária na presença de Jesus, Senhor e centro da vida cristã,  presente na celebração da Palavra e da Eucaristia, onde ele manifesta à nós, completamente.

Disse Jesus aos seus discípulos:  Vinde, comei! E tomou o pão e lhes deu, aleluia!

Michelle  Neves – Ministra do Acolhimento

Bacharel em Teologia pelo ISCR-ArqRio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s