Liturgia do Dia – 11/10/2014

Lucas 11, 27-28“Pelo batismo, assumimos o jeito de Cristo, seus sentimentos e palavras, e somos missionários com toda a igreja.  Por em prática o que nos ensinou Jesus é tornar-se mensagem do Evangelho na cidade, no campo, nos palácios e casebres.  Feliz quem faz sua parte na proclamação do Reino. Sendo hoje o Dia das Pessoas com deficiência, volvemos para elas nosso amor e nosso respeito.”

Primeira leitura:  Gálatas 3, 22-29

Salmo Responsorial:  104 (105)

Evangelho:  Lucas 11, 27-28

Liturgia do Dia – 09/10/2014

Lucas 11, 5-13“Poder participar da Eucaristia é graça e bênção do céu.  viver a Eucaristia é partilhar a vida, os dons que recebemos do Espírito Santo.  Quem acolhe Jesus no Pão do altar deve acolhida aos irmãos e irmãs, fazendo com eles comunhão de vida.  A aliança de Deus conosco está em Jesus e junto dele fazemos a mesma aliança de amor aos irmãos.  É a vida e os dons que se repartem.  Enfim, a Eucaristia é a presença de Cristo ressuscitado em nossa vida e na história do mundo.”

Primeira leitura:  Gálatas 3, 1-5

Salmo Responsorial:  Lucas 1, 69-75

Evangelho:  Lucas 11, 5-13

Liturgia do Dia – 08/10/2014

nascituro

“Diante das ameaças de todas as formas à vida, dom sublime e divino, sabiamente a Igreja estabeleceu o ‘Dia do Nascituro’.  A vida não é fruto da ciência ou de nossas concepções pessoais, mas veio de Deus e a ele pertence.  Querer fazer da vida um objeto e opor-se ao desígnio divino.  só Deus pode dar a vida.  ainda mais triste é ameaçar a quem não pode se defender; procurando justificativas ou fundamentando-se em falsas ideias ou conveniências.  A vida tem o direito de ser amada, respeitada e promovida.  Bendito seja o DIA DO NASCITURO, que nos faz exaltar o dom de Deus: a vida!como o amor, a vida é indissolúvel.”

Primeira leitura:  Gálatas 2, 1-2.7-14

Salmo Responsorial:  116 (117)

Evangelho:  Lucas 11, 1-4

Liturgia do Dia – 07/10/2014

Nossa Senhora do Rosário“A história antiga lembra-nos que os vassalos entregavam a seus senhores, coroa de flores, significando sua submissão.  Os cristãos transferiram esse costume a Nossa Senhora, significando submissão e a participação de Maria no mistério redentor de Cristo.  Rosário: coroa de flores, lembrava a alegria, as dores e a glória de Maria.  Papa Clemente XI foi quem instituiu essa festa litúrgica em honra a Maria, antes chamada de ‘Santa Maria da Vitória’. Louvemos a Virgem concebida sem pecado.”

Primeira leitura:  Atos dos Apóstolos 1, 12-14

Salmo Responsorial:  L 1, 46s

Evangelho:  Lucas 1, 26-38

Liturgia do Dia – 06/10/2014

Lucas 10, 25-37“A afabilidade divina nos foi revelada em Cristo.  Não se faz propaganda do Evangelho: vive-se! Não é preciso se preocupar com estatísticas:  só é preciso amar, do jeito que Jesus amou, e ser o bom samaritano.  Sem solidariedade não se constrói a paz.”

Primeira leitura:  Gálatas 1, 6-12

Salmo Responsorial:  110 (111)

Evangelho:  Lucas 10, 25-37

Liturgia do Dia – 05/10/2014

Mateus 21, 33-43“Deus é generoso e fiel em seu amor.  Mesmo quando a humanidade deixa de corresponder a sua dedicação, ele permanece sempre amando-nos e oferecendo-nos sua misericórdia.  Contudo, ao receberem do Senhor a missão de cuidar de sua vinha, fazendo-a produzir bons frutos, os cristãos não podem permanecer passivos.  Que neste Mês Missionário, busquemos assumir com maior dedicação nossa vocação de anunciadores e testemunhas do Reino de Deus.”

Primeira leitura:  Isaías 5, 1-7

Salmo Responsorial:  79 (80)

Segunda leitura: Filipenses 4, 6-9

Evangelho:  Mateus 21, 33-43

Liturgia do Dia – 04/10/2014

Lucas 10, 17-24“É na comunhão com Deus que vencemos a dor e as dificuldades.  Já reconhece isso.  É o que Jesus também nos diz: ‘Ficai alegres, porque vossos nomes estão escritos no céu.” 

Primeira leitura:  Jó 42, 1-3.5-6.12-16

Salmo Responsorial:  118 (119)

Evangelho:  Lucas 10, 17-24

Liturgia do Dia – 03/10/2014

Lucas 10, 13-16” A Palavra nos faz perceber o agir de Deus na história e na vida humana.  Jó reconhece a ação de Deus em sua vida e nós também devemos compreendê-la.  Ou queremos que Deus aja ao nosso modo?”

Primeira leitura:  Jó 38, 1.12-21; 40, 3-5

Salmo Responsorial:  138

Evangelho:  Lucas 10, 13-16

Liturgia do Dia – 01/10/2014

Peter's Confession of Jesus Matthew 16:15-16“Quem busca explicações racionais para a Palavra de Deus não vai encontrá-las.  Por isso o seguimento de Jesus não é o de uma ideia, mas de uma pessoa, o que deve ser feito com radicalidade.”

Primeira leitura:  Jó 9, 1-12.14-16

Salmo Responsorial:  87 (88)

Evangelho:  Lucas 9, 57-62

Liturgia do Dia – 28/09/2014

Mateus 21, 28-32“Responsáveis pela própria conduta, somos convidados a nada fazer por competição ou vanglória, mas seguir o exemplo de Cristo.  Nosso sim a Deus se traduz na adesão ao caminho da justiça do seu reino.”

Primeira leitura:  Ezequiel 18, 25-28

Salmo Responsorial:  24 (25)

Segunda leitura:  Filipenses 2, 1-11 ou 1-5

Evangelho:  Mateus 21, 28-32

BEATIFICAÇÃO DOM ÁLVARO DEL PORTILLO – DIA 27 DE SETEMBRO

alvaro23_mod3col

No dia 27 de setembro de 2014 Dom Álvaro del Portillo, primeiro sucessor de São Josemaria, fundador do Opus Dei, será beatificado em Madri, sua terra natal. A cerimônia de beatificação será presidida pelo Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, o Cardeal Ângelo Amato. Prevê-se a participação de pessoas do mundo inteiro, entre elas uma numerosa representação de brasileiros provenientes de diversas cidades onde o Opus Dei atua: Rio de Janeiro, Brasília, Niterói, Fortaleza, São Paulo, Curitiba, Londrina, Campinas, São José dos Campos, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre, Florianópolis, entre outras.

D. Álvaro del Portillo nasceu em Madri (Espanha) no dia 11 de março de 1914,numa família de profundas raízes cristãs, e era o terceiro de oito irmãos. Doutorou-se em Engenharia Civil, e mais tarde em Filosofia e em Direito Canônico.

Em 1935 incorporou-se ao Opus Dei, instituição da Igreja Católica fundada sete anos antes por São Josemaria Escrivá de Balaguer. Recebeu diretamente do Fundador a formação e o espírito próprios daquele novo caminho na Igreja.

Desenvolveu um extenso trabalho de evangelização entre seus colegas de estudo e de trabalho, e a partir de 1939 realizou numerosas viagens apostólicas por diversas cidades da Espanha.

Em 25 de junho de 1944 foi ordenado sacerdote. Em 1946 mudou-se para Roma, poucos meses antes de São Josemaria fixar ali a sua residência, e conviveu com ele também nos anos seguintes. Trata-se de um período importante para o Opus Dei que recebe, então, as primeiras aprovações jurídicas por parte da Santa Sé.

Durante seus anos em Roma, os diversos Papas que se sucedem (de João XXIII a João Paulo II) chamaram-no para desempenhar numerosos encargos, como membro ou consultor de 13 organismos da Santa Sé.

Participou ativamente no Concílio Vaticano II. Ao longo dos anos em que esteve à frente do Opus Dei, D. Álvaro del Portillo promoveu o começo das atividades da prelazia em 20 novos países. Nas suas viagens pastorais, que o levaram aos cinco continentes, falou a milhares de pessoas de amor à Igreja e ao Papa e pregou, com simpatia persuasiva, a mensagem cristã de São Josemaria acerca da santidade na vida ordinária. Como Prelado do Opus Dei, D. Álvaro Del Portillo estimulou o começo de numerosas iniciativas sociais e educativas.

D. Álvaro del Portillo faleceu em Roma, na madrugada de 23 de março de 1994, poucas horas após regressar de uma peregrinação à Terra Santa. Na véspera, 22 de março, celebrou a sua última Missa na igreja do Cenáculo de Jerusalém.

Após a sua morte em 1994, numerosas pessoas testemunharam por escrito a sua lembrança de D. Álvaro: a sua bondade, o calor do seu sorriso, a sua humildade, a sua audácia sobrenatural, a paz interior que a sua palavra comunicava.

ORAÇÃO PARA DEVOÇÃO PRIVADA

Deus Pai de misericórdia, que concedestes ao vosso servo Álvaro, Bispo, a graça de ser Pastor exemplar no serviço à Igreja e fidelíssimo filho e sucessor de São Josemaria, Fundador do Opus Dei: fazei que eu saiba também corresponder fielmente às exigências da vocação cristã, convertendo todos os momentos e circunstâncias da minha vida em ocasião de Vos amar e de servir o Reino de Jesus Cristo. Dignai-Vos glorificar o vosso servo Álvaro e concedei-me por sua intercessão o favor que Vos peço… (peça-se). Assim seja.

Pai Nosso, Ave-Maria, Glória. Em conformidade com os decretos do Papa Urbano VIII, declaramos que em nada se pretende prevenir o juízo da Autoridade eclesiástica, e que esta oração não tem finalidade alguma de culto público.

A todos os que obtiverem graças por intercessão de D. Álvaro del Portillo, pede-se o favor de comunicá-las à Prelazia do Opus Dei – Escritório para as Causas dos Santos, Rua João Cachoeira, 1496, CEP 04535-007, São Paulo, SP.

Com aprovação eclesiástica do Vicariato de Roma

Liturgia do Dia – 21/09/2014

Mateus 20, 1-16“Conciliemos nossos pensamentos com os de Deus, vivendo de acordo com o evangelho de Cristo.  Procuremos assimilar a bondade e a generosidade do Senhor para participar a justiça do seu reino.”

Primeira leitura:  Isaías 55, 6-9

Salmo Responsorial:  144 (145)

Segunda leitura:  Filipenses 1, 20-24.27

Evangelho:  Mateus 20, 1-16